segunda-feira, novembro 19, 2007

Numa Roda de Ciranda

No Marco Zero, a noite abraçava
As ruas e prédios antigos
Que cintilavam
Com luzes amarelas
De postes despercebidos.

Uma roda de ciranda
Com negras recifenses
Afro-decendentes,
Cantava suas alegrias
Pernambucanamente.

Em uníssono se ouvia
A ciranda que ressoava
Por tudo onde a noite abraçava:

"Eu estava na beira da praia
Ouvindo as pancadas das ondas do mar,"


E rodando a roda, todos repetiam:

"Eu estava na beira da praia
Ouvindo as pancadas das ondas do mar,

Esta ciranda quem me deu foi Lia
Que mora na Ilha de Itamaracá".
*

Lá trás,
As ondas se chocavam
Contra os arrecifes naturais,
E na roda as sandálias de couro fino
Chicoteavam o chão do Marco Zero,
Cheio pés recém-chegados.

E a roda

..............rodava

..rodava.....e....rodava

.............rodava.


E todos ficavam bêbados de ciranda.

Enquanto eu me embriagava
Com o vinho tinto
Dos teus lábios.

André Espínola

* Ciranda famosa de Lia de Itamaracá
** Pontos meramente por questão de formatação

3 comentários:

Múcio L Góes disse...

Fala aê, conterrâneo! :)

Já havia passado aqui, rapidamente, pra voltar depois. Aprecio muito o teu estilo, esse toque urbano, o lance do poeta que capta td em volta do seu cotidiano, e põe no papel. Poeta de rua (?).

Sou pernambucano, mas andei afastado daqui, e voltei agora, meio perdido rsrs. Creio que vc esteja bem ligado à efervescência cultural da terrinha, sim? E esse lance do Poemetos? Qd sai?

Manda noticias, dai!

Vla a visita, abs!

vanessa disse...

Obrigada pelo comentário André. Adorei a valorização cultural regional que seu texto expressa. Beijos!

Anônimo disse...

酒店經紀PRETTY GIRL 台北酒店經紀人 ,酒店經紀 酒店兼差PRETTY GIRL酒店公關 酒店小姐 彩色爆米花酒店兼職,酒店工作 彩色爆米花禮服店, 酒店上班,酒店工作 PRETTY GIRL酒店喝酒酒店上班 彩色爆米花台北酒店酒店小姐 PRETTY GIRL酒店上班酒店打工PRETTY GIRL酒店打工酒店經紀 彩色爆米花酒店兼差,酒店,