quarta-feira, dezembro 28, 2005

kd 4º Los Hermanos - 4

Quando se é anunciado o famoso retiro dos Hermanos começa-se aquele clima de especulação e expectativa sobre o que está por vir. Pois certamente não vai ser nada como antes. Desde que o album estava sendo composto e, por fim, finalizado, houve alguns fatos que desestimularam os fãs.

O medo de Los Hermanos terem acomodado-se e manter-se no mesmo estilo de "Ventura" aterrorizava alguns. Quando foi-se divulgado a capa e o nome do novo album todos acharam estranho, não entenderam nada. Talvez essa questão de não ser entendido é o maior problema dos Los Hermanos e, sobretudo, de "4". Eis que "4" é lançado e deixa a todos estupefados. Isso mesmo, mesmo esperando qualquer coisa, ninguém esparava um album como o "4". Músicas melosas, lentas, poucas músicas agitadas, tudo isso deixou boquiabertos os fãs da banda, e também a imprensa.

Pode-se afirmar certamente que esse é um album para parte dos fãs da banda. Alguns fãs simplesmente não estão preparados para um album como esse. Suas mentes estão muito limitadas. Tudo o que é lento, não tem uma guitarra forte e música produzida no brasil eles rotulam como MPB, e o pior, não apenas os fãs, mas a imprensa também peca dessa forma. Desde o início os Hermanos sempre manifestaram sua influência da MPB, mas daí pra dizer que eles se tornaram MPB já é demasiado exagero. Eles se apresentam em "4" mais alternativos do que nunca, e essas falhas de interpretação comprovam isso, nem todos são capazes de compreender onde eles estão neste novo album.

Alguns exemplos são "Dois Barcos", "Os Pássaros", "Pois É", que são impossíveis de se dizer que são MPB. Julgamentos à parte, "4" é um dos albuns mais bonitos, melancólico, em seu conjunto, de todo o ano de 2005. Ele é dividido em duas partes, a primeira metade do album é composto por músicas lentas, tais quais "Primeiro Andar", Fez-se Mar" e "Dois Barcos" e, por sua vez, a segunda parte, composto por músicas mais rápidas, estilo Los Hermanos, como "O Vento", primeira música de trabalho do disco, "Horizonte Distante" e "Condicional", talvez as melhores "músicas agitadas" de Los Hermanos da carreira.

Mais uma vez, Los Hermanos se superam em termos de letras. Cada uma mais linda, mais profunda e, acima de tudo, mais triste do que nunca. Talvez "4" seja o album mais introspectivo da carreira de Los Hermanos. Uma característica peculiar desse album são as lacunas deixadas pela falta do uso do metal, tão utilizado nos albuns anteriores. Em relação à isso, não fez muita falta no estúdio, porém, em algumas músicas, principalmente tocadas ao vivo, ficam um pouco secas, como se faltasse alguma coisa. Enfim, é um album que surpreendeu a todos e que é uma linda e maravilhosa obra. A

proveitem a beleza que a música pode proporcionar neste album. Indubitavelmente um dos destaques de 2005.

Melhores: Dois Barcos, Paquetá, Os Pássaros, O Vento, Horizonte Distante, Condicional, Pois É

Nota: 9,5 de 10.

2 comentários:

pâmella disse...

ei.. só uma coisa... los hermanos eh o 3o lugar, e nao o 4o heuehauhe

"O medo de Los Hermanos terem acomodado-se e manter-se no mesmo estilo de "Ventura" aterrorizava alguns." nossa.. povo mais assustado! hauehauehaueh

eu peguei esse album... alias foi tu que me mandou pelo msn bem 80% do album. eu achei legal.. nunca parei pra escutar realmente os outros, mas eu gostei do clima triste que esse tem. eu nao sou la uma fãzona de los hermanos, eh legal.. mas nao eh uma banda que eu va procurar ouvir, ate pq eu nao consigo entender mto as letras (nao o significado, mas o que o cara ta falando mermo, a pronuncia).. mas enfim, los hermanos eh legal e esse cd tb.. ^^

xero, rizada
;******
(ah, eu comentei no post d super furry animals viu?)

louisfisher4704 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. My blog is just about my day to day life, as a park ranger. So please Click Here To Read My Blog