quinta-feira, dezembro 29, 2005

kd 2º Wolf Parade - Apologies To The Queen Mary

Um album para ser lembrado na posterioridade. Pode parecer exagero, mas vocês veram, passado alguns anos, "Apologies To The Queen Mary" estará certamente nas listas de melhores da década ou qualquer lista similar. Pode-se até fazer uma comparação entre o lançamento de Wolf Parade, "Apologies To The Queen Mary", em 2005, o de Arcade Fire, "Funeral", em 2004. De fato, as duas bandas são canadenses, país que está em certa alta, fornecendo bons nomes no mundo da música. Outra semelhança entre Wolf Parade e Arcade Fire é que, além daquela ter aberto a turnê desta em 2005, "Apologies To The Queen Mary" é o primeiro album de Wolf Parade, assim como "Funeral" é o de Arcade Fire.

Semelhanças à parte, resta-nos focar aqui na qualidade desse album. A faixa de início começa chocando, parece-nos estranho, esquisito, mas acabamos por nos acostumar e perceber a ótima canção que esta é. "Modern World" é mais acessível e, na letra, ataca diretamente o mundo moderno de hoje, com arranha-céus, etc. "Ground For Divorce" é desesperada, angustiante e incrivelmente empolgante. O final desta combina perfeitamente com a entrada de "We Built Another World", impossível de esfriar o album. Uma das que merece mais destaque é a ótima "Same Ghost Every Night", meio balada, meio rock, ela equilibra esses dois fatores e o resultado é simplesmente lindo. Com "Same Ghost Every Night" inicia-se as melhores três músicas seguidas do ano. Esta, acompanhada de "Shine A Light" e "Dear Sons And Daughters Of Hungry Ghosts", sendo quiçá a melhor do disco.

Após de "I'll Believe In Anything" o album perde um pouco de qualidade, mas ainda assim, muito acima da média. Talvez seja por isso que "Apologies To The Queen Mary" não receba o título de melhor disco de 2005 desta lista. Ele só volta para o mesmo nível de qualidade anterior na última canção, "This Heart's On Fire", que é intensa e empolgante, finalizando o album com chave de ouro. Quiçá seja mister citar aqui, para finalizar, o que dois grandes sites especializados em música têm para falar sobre "Apologies To The Queen Mary.

O site All Music Guide, finaliza sua resenha assim: "Você já ouviu Wolf Parade? Eles iram mudar sua vida". Outrossim, o site de música Pitchfork acaba sua resenha dessa forma: "Daqui a alguns anos as pessoas vão se lembrar da primeira vez que ouviram Wolf Parade". Resta-me, então, mais nada a fazer a não ser concordar e dizer que realmente Wolf Parade marcou o ano de 2005.

Melhores: Ground For Divorce, Same Ghost Every Night, Shine A Light, Dear Sons And Daughters Of Hungry Ghosts.

Nota: 9,8 de 10.

3 comentários:

João Paulo disse...

pulou do quarto pro segundo? aeiuhaeiuhaeiuhae

pâmella disse...

quiça.. mister o.O
ehueheuahuheae
po.. WOLF PARADE BEST! ROXEST EVER! huhuhuH! aheuaheuhae.. concordo com vc com shine a light, a dear sons and daughters e same ghost every night... mas po... I'll believe in anything roxest po! sem noçao.. ah.. esse cd roxest, era pra ser o 1o da lista ;D
ehueheuhe
;*********

Sayd Mansur disse...

Excelente!!! Gostei muito da critica!
Alias a faixa q mais adoro e a primeira "I'm a runner..."
Realmente daqui a alguns anos vou lembrar de quando ouvi pela PRIMEIRA vez Wolf Parade, todos nós! E nao é exagero! Q incrivel talento!
Parabens! abraçO!