quinta-feira, abril 17, 2008

tornei-me deus

dos deuses
eu queria ver
o sangue, o grito,
o choro

e, acima de tudo,
a raiva no peito
pelo desaforo
de sobreviver.

queria vê-los
num ônibus lotado,
entre suor, o tempo,
e a impaciência
do atraso.

dos deuses
eu queria ver
a bebedeira insaciada.

garrafas
secas na mesa,
o vinho vinhando
a madrugada,

pra quando amanhecer,
não ter dinheiro
para pagá-las.

queria vê-los
febriando dengo
ou na cama
se retorcendo
com cirrose hepática,

queria vê-los
saudadiando a amada,
maldizendo
a distância,
comprando passagem
pra pegar a estrada.

dos deuses
eu queria ver
a idade avançada,
o andar fraco
e vacilante,
com o suporte da bengala.

e por fim a morte,
essa deusa indeusejada.

e, como deus,
queria vê-los, somente,
sem fazer mais nada.

André Espínola

3 comentários:

rs disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jessiely Soares disse...

Linda!

Anônimo disse...

酒店經紀PRETTY GIRL 台北酒店經紀人 ,酒店經紀 酒店兼差PRETTY GIRL酒店公關 酒店小姐 彩色爆米花酒店兼職,酒店工作 彩色爆米花禮服店, 酒店上班,酒店工作 PRETTY GIRL酒店喝酒酒店上班 彩色爆米花台北酒店酒店小姐 PRETTY GIRL酒店上班酒店打工PRETTY GIRL酒店打工酒店經紀 彩色爆米花酒店兼差,酒店,